• site
  • aporte@aporte.biz
  • +55 81 3427.4040
  • +55 81 3312.3600
13 Apr 12

Quando uma marca ou um produto é voltado para a terceira idade, é natural que as atenções sejam direcionadas para o meio off-line. Há a ideia de que os idosos não estão na internet, não são usuários intensos de tecnologia, não se encontram on-line. É preciso ter atenção porque é uma realidade que está mudando.

Uma pesquisa da ComScore detectou que, enquanto em 2009 5% dos usuários de internet brasileiros tinham acima de 60 anos, no final de 2011 esse índice aumentou pra 7%. O Ibope Nielsen Online acabou de divulgar que somos quase 80 milhões de internautas no Brasil. Fazendo as contas, 7% representam quase 5,6 milhões de idosos conectados.

E se falarmos em média de horas acessadas, o público sênior perde para o jovem por apenas 40 minutos. São internautas que passam em média 4 horas e 11 minutos ligados na internet por semana, acessando principalmente serviços como e-commerce, notícias, informações de viagens e bancos. Sem falar que a maioria é da classe AB, ou seja, um bom público consumidor.

Então talvez em alguns momentos seja mais fácil alcançar um consumidor dentro desse perfil pela internet, num momento em que ele está aberto para receber a mensagem da marca, do que por outros canais. E há a chance de que uma comunicação direcionada, descomplicando a tecnologia, surta muito efeito.

Fonte: Exame e TecMundo.

Leave a Comment